namorei a mãe e comi o casal de filhos



Click to Download this video!

ola, vou tentar relatar o que aconteceu comigo a uns 3 meses atras…
tenho 42 anos, me mantenho em forma, sou mulato, me acho um cara atraente mas não consigo namorar porque tenho uma pica muito grande e grossona…
estava eu um belo dia no cinema dentro de um shoping, eu estava sentado saboreando um saco grande de pipocas no meu colo e com um copo descartavel de refresco na mão; na minha fileira não tinha ninguem e o cinema não estava muito cheio, e derrepente na mesma fileira que eu, entra uma mulher de uns 35 anos, morena bronseada, muito gostosa com um casal de filhos, deviam ter no maximo uns 9 anos, a mulher sentou-se do meu lado e mandou as duas crianças sentarem do meu lado, quando eles passaram na minha frente, pude sentir os corpinhos bem atraentes dos dois, a menina era mais esperta, estava de sainha curta com belas pernas e uma bunda de causar inveja a muitas mulheres, o menino bem afeminadozinho, inclusive se atrapalhou um pouco porque no mesmo momento que ele estava passando sua irmã tambem quis passar e o derrubou no meu colo, não estava com um pingo de preça em se levantar e meu pau ja começou a dar sinal de vida…
nesse momento, sua mãe me pediu desculpas e se levantou para ajeitar os dois nas cadeiras e virou a bunda na minha cara, ela se abaixou para pegar alguma coisa que caiu e nesse momento vi aquela bunda linda, peladinha a um palmo da minha cara, não resisti e enfiei minha cara dentro da bunda dela e dei uma linguada bem gostosaaaaaaaaaaaa, ela olhou para mim, sorriu e sentou-se cruzando aquelas belas pernas, eu ja não estava aguentando de tanto tezão e admirado de estar vivendo aqueles momentos deliciosos mas totalmente inesperadossss, minha rola cada vez mais durona e nesse momento as luzes se apagaram e eu enfiei minha mão na barguilha da minha calça abri o ziper e coloque minha rola todinha para fora ao lado do saco de pipocas, ofereci pipocas as crianças e para ela e fiquei fingindo que estava prestando atenção no filme, não demorou muito e vi a mãozinha do menino apanhando pipoca mas para enfiar a mão no saco de pipoca ele antes segurava meu pau e ficava brincandoooooooooooo, eu nem sabia mais o que fazerrrrrrr, a mãozinha dele ia e voltava nem pegava mais pipoca e só queria ficar me punhetandoooo, ai ele começou a cochichar com a irmã e ela trocou de lugar com ele e começou a fazer a mesma coisaaaaaaaaaaa, que mãozinha deliciosaaaaaaaa, eu ja estava quase gozando, estava de olhos fechados só sentindo aquelãozinha me punhetar quando derrepente sinto uma boca quente, abocanhar a cabeçona da minha rola e enguliu uma boa parte, coisa que comecei a admirar porque a maioria das mulher tinham medo, ela pelo contrário enfiava tudo que podia na boca e ficava sugando, não resisti muito e enchi a boca dela de porra, ela engoliu tudinho e ficou com meu pau um tempinho dentro da boca, minha rola não amoleceu, então ela mandou a menina sentar no meu colo e ficar brincando, a danadinha tambem estava sem calcinha e como ela éra bem menor que eu, quem estava nas fileiras de tras não notava, no escuro, os movimentos
eu a segurava pela cintura e colocava a cabeça bem na portinha do cu dela que estava todo lubrificado, tenho certeza que ela ja saiu de cara com o cuzinho cheio de creme, a danadinha forçava a entrada e derrepente senti a cabeça encaichar na portinha do cu dela, o estranho é que ela não chorava e forçava a entrada cada vez mais, incrivel mas ela estava gostando e não parava de rebolarrrrrrrr, não demorou muito e gozeiiiiiiiiiiiii, muita porra, tudo la dentro daquele cu maravilhoso, nesse ponto o filme ja estava no meio, a menina não deixou eu tirar minha rola do cu dela, tenho certeza que ela ja estava acostumada, ficou ali sentada e o irmão pedindo para ela sair e ela não saia de maneira nenhuma, minha pica tinha ficado meia redea ma ja estava durona novamente… ai sua mãe falou para ela sair e deixar seu irmão brincar um pouco, nesse momento comecei a conversar com a mãe e ela na maior cara de pau me perguntou se eu era casado, respondi que não, então ela perguntou se eu havia gostado dela e das crianças… eu respondi que tinha adorado e que não queria perde-los de vista, ai ela falou, brinca um pouco com o menino depois me da um beijo de lingua, se eu gostar e se você quiser, vamos namorarrrrrrrrrrr, você topa?
respondi sem pensarrrrrrr, claro que topo, adorei voces, o menino ja estava quase encaichando a minha rola no seu cu, antes eu ja havia enfiado o dedo e notei que tambem estava cheio de creme e meu dedo entrou sem forçar, enfiei um, dois e tres dedos e fique algum tempo alargando aque cu que eu ja sabia, ia ser muito gostosoooooooooo, finalmente a cabeçona se alojou a porta e o resto foi entrando naturalmente e o muleque se mexendo e não resisti novamente e depois de algumas socadas a porra saiu com muita preção e inundou aquele cu deliciosoooooooooo, nesse momento com minha rola enterrada no cu do muleque ela virou meu rosto e me lascou um beijo de linguaaaaaaaaaa, uma coisa inesperada, deliciosa, que boca, que beijoooooooo e eu procurei caprichar por que meu forte sempre foi beijar nas bocas das mulheres que eu saiaaaaaaaaa, ficamos beijando por uns 5 minutos e o muleque com minha rola muito dura todinha dentro do cu deleeeeeeee…
ai ela mandou ele se arrumar e se sentar na cadeira que iamos conversar, o mais estranho é que nenhum dois dois sujaram minha rola, ela vendo que ainda estava durona abocanhou de novo e ficou sugando e pediu mais porra, eu quase fui a loucura e não demorou muitoooooo, tornei a encher a boca dela de porraaaaaaaaaaa, depois de um tempo, o fime ja caminhava para seu final, ficamos agarradinhos e ela perguntou se eu queria dormir na casa delaaaaaaaaaaaa… depois conto o resto se vocer gostaremmmmmmmmm